24/03/2016 - Diferenças entre a Dengue, Chikungunya e Zika

As principais diferenças entre a Dengue, a
Chikungunya e a Zika estão na intensidade dos sintomas. Entre essas doenças, a
dengue é a mais grave.

O Brasil é um país
que apresenta vários tipos de clima, com predominância dos quentes e úmidos.
Essa característica faz com que uma grande quantidade de insetos estabeleça-se
em nosso território, como é o caso dos mosquitos do gêneroAedes, que se desenvolvem,
principalmente, em zonas tropicais e subtropicais.

            O Brasil é um país que apresenta
vários tipos de clima, com predominância dos quentes e úmidos. Essa
característica faz com que uma grande quantidade de insetos estabeleça-se em
nosso território, como é o caso dos mosquitos do gêneroAedes, que se desenvolvem,
principalmente, em zonas tropicais e subtropicais.

            A dengue é, sem
dúvidas, a doença mais grave quando comparada à chikungunya e à zika. Ela causa
febre, dores no corpo, dores de cabeça e nos olhos, falta de ar, manchas na
pele e indisposição. Em casos mais graves, a dengue pode provocar hemorragias,
que, por sua vez, podem ocasionar óbito.

            A chikungunya também
causa febre e dores no corpo, mas as dores concentram-se principalmente nas
articulações. Na dengue, as dores são predominantemente musculares. Alguns
sintomas da chikungunya duram em torno de duas semanas; todavia, as dores
articulares podem permanecer por vários meses. Casos de morte são muito raros,
mas a doença, em virtude da persistência da dor, afeta bastante a qualidade de
vida do paciente.

            Por fim, temos a febre zika, que é a doença que causa os sintomas mais leves.
Pacientes com essa enfermidade apresentam febre mais baixa que a da dengue e
chikungunya, olhos avermelhados e coceira característica. Em virtude desses
sintomas, muitas vezes a doença é confundida com alergia. Normalmente a zika
não causa morte, e os sintomas não duram mais que sete dias. Vale frisar, no
entanto, que a febre zika relaciona-se com uma síndrome neurológica que causa
paralisia, a Síndrome de Guillain-Barré, e também com casos de microcefalia.

            O tratamento da dengue, chikungunya
e zika é praticamente o mesmo, uma vez que não existem medicamentos
específicos para nenhuma dessas enfermidades. Recomenda-se que o paciente, nos
três casos, permaneça em repouso e beba bastante líquido. Alguns medicamentos
são indicados para dor, mas não se deve fazer uso de remédios que contenham
ácido acetilsalicílico, pois eles podem desencadear hemorragias.

            Não existem vacinas contra as
doenças citadas no texto. Assim sendo, a melhor forma de prevenir-se é
pela destruição dos locais propícios à multiplicação do mosquito Aedes, garantindo sempre que não
haja acúmulo de água parada.

Fonte:http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/doencas/diferencas-entre-dengue-chikungunya-zika.htm



Autor Hospital Cemil
24/03/2016 - Diferenças entre a Dengue, Chikungunya e Zika

As principais diferenças (...)

Autor Hospital Cemil
17/02/2016 - As Doenças Cardiovasculares na Terceira Idade

      (...)

Autor Hospital Cemil
30/10/2015 - Sobre Câncer de Mama

 Sobre Câncer de Mama

Introdução:

Autor Hospital Cemil
19/12/2014 - VÍRUS EBOLA

O primeiro relato do vírus Ebola foi em 1976 (...)

Autor Hospital Cemil
03/04/2013 - DENGUE - UM PROBLEMA DE TODOS NÓS

A dengue é a mais importante arbovirose que afeta o homem em termos (...)

Autor Hospital Cemil
24/12/2012 - Teste do Pezinho

Autor Hospital Cemil

17/01/2012 - Influenza A (H1N1)

O que é a nova influenza A (H1N1)?

O H1N1 (referido anteriormente como influenza suína) é um novo vírus (...)

Autor Hospital Cemil
17/01/2012 - Varizes

O tratamento das varizes não é apenas uma questão estética mas também tem por objetivo evitar complicações como a varicotrombose (obstrução por trombos, (...)

Autor Hospital Cemil
02/12/2011 - Gorduras localizadas e a busca do corpo perfeito

"A maioria das pessoas nunca está satisfeita com o seu corpo, sempre tem uma gordurinha aqui, outra ali, e sempre difícil de combater. (...)

Autor Hospital Cemil
13/02/2009 - CONTRIBUIÇÃO ORIGINAL ALISQUIRENO: A NOVA ESPERANÇA NO TRATAMENTO DA HIPERTENSÃO
ALISKIREN: A NEW HOPE IN TREATMENT OF HYPERTENSION

PAOLA NÓBREGA SOUZA¹
MARIANA HELLU²

Descritores: Hipertensão; Renina; Angiotensina (...)
Autor Dra. Mariana Sandri Hellú
Hospital Cemil - Todos os Direitos Reservados.
Telefone: 44 3621-9200
Av. Ângelo Moreira da Fonseca, 3415
87503-030 - Umuarama - Paraná